25 de mai de 2015

Long live fashion

Muito parecido com o espaço cada vez menor em seu armário, a capacidade dos aterros sanitários está diminuindo também. Das milhares de toneladas de têxteis que as pessoas jogam fora todos os anos, até 95% pode ser reutilizado ou reciclado. Sim, mesmo aquela t-shirt surrada, o pano prato usado ou os lençóis velhos podem ter uma segunda vida.

Pensando nisso, a DoSomething.org, uma organização que acredita nos jovens como principais responsáveis pelas mudanças, em parceria com a H&M, apoiam a campanha Garment Collecting, onde as pessoas são incentivadas a levar roupas indesejadas de qualquer marca e em qualquer condição até as lojas H&M, onde é realizada coleta e reciclagem.


O que acontece com as roupas?


Livrando-se de suas roupas velhas você abre espaço para novo e contribui de maneira eficiente para o futuro do planeta. A campanha incentiva não só o reuso de roupas, mas qualquer tipo de tecido. Isso inclui toalhas, toalhas de mesa, cobertores, lençóis, cortinas, etc.

A H&M recebe o material e, se a roupa pode ser reformada, ela é comercializada como "bens de segunda mão". Se não tem condições de ser revendido, o próximo passo em sua vida útil é a reutilização, sendo transformados em outros produtos como panos de limpeza, por exemplo. E se o item não têm condições de ser reformado ou reutilizado, ele passa por um processo de reciclagem, onde é quebrado em fibras, sendo transformado em matéria-prima para criação novos produtos ou é convertido em energia.

Para cada saco de roupas doadas nas lojas, você recebe um voucher de desconto para sua próxima compra nas lojas da rede. Maravilhoso, né? Uma pena que aqui no Brasil não temos uma lojinha sequer da H&M. Mas isso não é problema, afinal existem muitos brechós e locais de doação que recebem ou compram itens que você vai se desfazer, ou porque não cabem, já usou demais ​​ou considera fora de moda.

Para saber mais sobre a iniciativa H&M Garment Collecting, assista ao vídeo abaixo e/ou visite Long Live Fashion.



Garimpar é tudo de bom


Na onda do consumo consciente, os brechós são cada vez mais comuns na internet ou fora dela. Este nicho de mercado prova que bom e barato podem sim andar juntos. São dezenas de brechós online, grupos no Facebook e lojas físicas espalhadas por todo o Brasil. 

A moda está em movimento e o que foi tendência há anos pode voltar a qualquer momento. Através dos brechós, você encontra peças queridinhas de várias marcas por um preço bem acessível. 

Para as cariocas, foi lançado um guia de brechós com 62 endereços divididos por bairro, que inclui a cidade de Niterói e as feiras livres. Cada anotação inclui, além das informações de serviço, que tipo de mercadoria o leitor pode encontrar, se eles comercializam através de compra e/ou consignação, e a opinião da garimpeira e autora Manuela Borges.

Além disso, várias blogueiras dedicam-se a desbravar os brechós da sua cidade e postam resenhas super detalhadas sobre o custo/benefício de cada um. 

Imagem: Reprodução

Vamos lá, A ordem é desapegar! Aproveite a mudança de estação e garanta espaço para o novo no seu armário, dando a chance das peças que por algum motivo você não se identifica mais brilharem no closet de outra pessoa. Encontre seu brechó, faça bons garimpos e estimule o consumo consciente e a economia sustentável. 😉🆒💲
© Trend S/A
Maira Gall